You are here:-, Sinaees-PR-E agora, eleitores?

E agora, eleitores?

Setor eletroeletrônico anseia por crescimento econômico e deposita esperança nas novas eleições

No dia 7 de outubro, cerca de 148 milhões de eleitores irão decidir o futuro do país para os próximos quatros anos. Serão escolhidos novos governadores, deputados estaduais e federais, senadores e o presidente. Trata-se das eleições mais esperadas dos últimos anos, a considerar pelo momento turbulento em que o país vive, que teve seu auge com o impeachment da presidente Dilma Rousseff em 2016.

No entanto, o ápice do desemprego foi atingido mais recentemente, em abril, quando o IBGE divulgou a soma de 13,4 milhões de desempregados, ante 12,3 milhões ao final de 2016.

Um dos motivos do desemprego alarmante é a baixa ocorrida na produção industrial, que recuou 10,9% entre abril e maio deste ano, de acordo com dados do IBGE. A queda também é confirmada por números da Confederação Nacional da Indústria (CNI): “a produtividade do trabalho na indústria de transformação brasileira caiu 0,9% no primeiro trimestre de 2018 em relação ao quarto trimestre de 2017. As horas trabalhadas na produção cresceram 0,5%, mas o volume produzido caiu 0,4%”, relata o documento.

Segundo dados da Associação Brasileira da indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), o setor vai à contramão e apresenta uma performance favorável. Em 2017, a indústria elétrica e eletrônica teve um crescimento de 5% em relação a 2016. Graças a essa atividade positiva, é esperado um crescimento de 7% em 2018. Para os empresários associados ao Sinaees-PR, o desempenho nas urnas, certamente, será o fiel da balança nos números do setor. “Percebemos que é preciso ter um nome forte, que possa trazer uma coesão, que seja bem aceito, principalmente, pelo mercado financeiro, e assim, a economia reaja com tranquilidade. Aguardamos que seja um candidato diferente dos que têm aparecido nas pesquisas até o momento, preferencialmente, de centro, para trazer a confiança e a credibilidade que o país precisa, e que possa, inclusive, atrair investidores externos”, afirma Márcio Giacomeli, da Kondustec Chicotes Elétricos. Um nome que traga credibilidade é o que espera também o Gabriel Santos, da Unify Soluções em Tecnologia. “O próximo governante precisa inspirar confiança para que a economia volte a prosperar e nosso setor a crescer”, aponta.

2018-08-08T18:52:25+00:00